Mallu Magalhães

Escrito por: vickttoriavick Publicado em: Tips Comentários: 0

Em 2017, depois de cinco anos sem lançar um trabalho solo, Mallu Magalhães lança seu novo álbum “VEM”, um trabalho muito maduro que nos mostra o quanto Mallu cresceu desde a época em que era uma garotinha que fazia apenas letras em inglês e tocava gaita de boca. A cantora não é um ícone pop, apesar de já ter o nome gravado. Mallu Magalhães não é como as outras.

Autodidata, compõe suas músicas desde os 12 anos e aprendeu sozinha a tocar vários instrumentos. Sempre fazendo sua própria música e do seu próprio jeito. Incluindo instrumentos não muito utilizados (ukelele, banjo, gaita) na cena musical e nem por jovens artistas, Mallu foi ganhando espaço por ser diferente e por ser ela.

Iniciando a carreira com apenas 15 anos, em 2007 Mallu ainda tinha uma voz infantil e muito crua. Tinha um estilo folk, que agora está mais misturado ao samba. Usava instrumentos como a gaita de boca e o banjo e sempre falava de romances e coisas da vida de uma adolescente. As letras românticas não mudaram de lá pra cá, mas amadureceram muito. Enquanto aos 16 anos a menina sonhava com um amor que segurasse sua mão sempre, aos 25, durante o último álbum, Mallu já tem uma família construída e muitos sonhos já postos em prática.

Em 2012, Mallu lança o álbum “Pitanga. Lindo, cheio de amor, com aquela pegada folk musica ainda intacta e o samba entrando e se enraizando. Em Velha e Louca, Mallu fala sobre seu amadurecimento, e já com a voz mais trabalhada e um visual mais mulherão, fala ainda das inseguranças do amor e da vida, mas já com mais certeza de que estava em um estágio mais avançado da sua vida.

Em 2014 surgiu o projeto Banda do Mar, junto com o marido Marcelo Camelo e o baterista Fred Ferreira, que pôs o casal à vista novamente, depois de tanto tempo sem produzir nada. Com uma pegada mais rock, no disco Banda do Mar, o mar pode ser sentido mesmo através das músicas. O grupo não gravou mais álbuns, mas fez algumas turnês com o projeto.

Mallu nunca deixou de ser aquela menininha de franjinha que escrevia músicas fáceis e meio sessão da tarde. Apesar de agora estar casada e com uma filha pequena, mantém o estilo tranquilo e a paz na voz. Ouvir Mallu traz paz e faz sentir como aquela garotinha apaixonada por tudo de 16 anos, mesmo que agora com 25.

Hoje, 1 anos depois do início da carreira, tem fãs que a acompanham desde o começo, quando ela ainda tinha a voz fraca e era uma menina fechada e tímida até certo ponto. Fazendo música que diz respeito à vida e ao amor, continua conquistando os jovens do Brasil, que conhecem os trabalhos frescos e se aprofundam mais na vida da cantora.

As letras de Mallu Magalhães trazem paz e aquele sentimento de estar sentado à beira da praia ou viajando de carro sem direção. Aquela sensação de, a cada álbum, reviver um amor antigo em um completamente novo e mais maduro.

Tags:

Comente

Captcha


Problemas?, Dúvidas?. Fale Conosco  ---